Andersom Toso correrá com um incentivo extra na segunda etapa da F-Truck fora do Brasil

Na Argentina, palco da corrida deste fim de semana, a Ford possui uma legião de torcedores, que fazem grandes espetáculos nas arquibancadas dos circuitos por onde passa o Turismo Carretera, o mais antigo campeonato em atividade no mundo (foi criado em 1937). Conduzindo o modelo Cargo da Ford Racing Trucks, ao lado de Bruno Junqueira e Danilo Dirani, Toso acredita que a paixão dos argentinos por automobilismo faz da etapa de Buenos Aires um grande sucesso, dentro e fora das pistas.

“É uma cultura diferente. O automobilismo faz parte do dia-a-dia do argentino desde cedo, com o Turismo Carretera e o Juan Manuel Fangio brilhando na F-1 nos anos 50. E uma coisa interessante são as torcidas das marcas: elas possuem uma vibração que eu só tinha visto no futebol, lá eles torcem por uma marca como se fosse o time do coração, e a Ford é uma das maiores torcidas da Argentina, é o Flamengo do automobilismo”, destaca o gaúcho.

“Como a F-Truck é um campeonato de muitas marcas, a tendência do torcedor é se identificar e, uma vez fisgado, passar a acompanhar a categoria sempre. Para mim, será uma coisa totalmente nova: pista inédita, ambiente diferente, outra língua. Mas o resultado final é sempre o mesmo: corridas sensacionais, muito disputadas, e todo aquele show antes das largadas. Eles ficarão em estado de choque!”, brinca Toso, patrocinado pela Konrad Caminhões.

A F-Truck corre no circuito Oscar Gálvez, palco histórico das corridas de F-1 na Argentina, pela segunda vez na história, ao lado da categoria local Top Race (similar à Stock Car), com quem faz um intercâmbio anual: os ‘hermanos’ vão a Interlagos para correr ao lado dos caminhões, geralmente com presenças ilustres, como Jacques Villeneuve (campeão da F-1 em 1997) e Cacá Bueno (tricampeão da Stock Car). A disputa, correspondente à sétima etapa da temporada, acontece às 14 horas (de Brasília) do domingo, com transmissão ao vivo da Band.