Ford Racing Trucks tem sábado atípico em Caruaru

O sábado (14/5), dia do treino que definiu a ordem de largada para a segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck – em Caruaru (PE) -, foi um dia atípico para a equipe Ford Racing Trucks. Em um circuito marcado pelas ondulações no asfalto, o time viu pela primeira vez desde 2010 o piloto Danilo Dirani fora do Top Qualifying – fase do treino quando os oito mais rápidos da primeira parte definem a pole-position.

O paulista, vice-líder do Campeonato Sul-Americano da Fórmula Truck, vai largar na nona posição, abrindo a quinta fila do grid; e aposta em uma corrida que será definida pela resistência dos caminhões neste domingo.

“No treino classificatório eu tive o melhor acerto do caminhão até aqui. Minhas parciais me dariam uma posição entre os cinco melhores na primeira fase do treino, mas cometi um erro na seção final da pista que me fez perder tempo”, comentou Dirani. “Mas estamos evoluindo o caminhão. Temos um treino de aquecimento no domingo de manhã onde vamos testar mais mudanças para melhorar o rendimento, e então partir para uma prova de recuperação. A pista é muito exigente com equipamento. A resistência vai ser um ponto chave”, completou.

A gaúcha Cristina Rosito, em seu primeiro ano na Fórmula Truck, destacou a evolução ao longo dos treinos livres em Caruaru. Seu tempo na sessão classificatória foi sua melhor marca até aqui no final de semana, e Rosito também conta com evolução para a corrida.

“É um ano de adaptação para mim em todas as pistas. Então a cada volta que eu completo, consigo melhorar um pouco. Amanhã na corrida esse desenvolvimento vai continuar certamente, e então espero brigar para somar pontos no campeonato”, avaliou a piloto, primeira mulher a marcar pontos na estreia na Fórmula Truck, e que também esteve na zona de pontos na primeira etapa do Campeonato Brasileiro, disputada no mês de abril no Rio de Janeiro.

Para o chefe da equipe Ford Racing Trucks, Djalma Fogaça, as posições no grid não refletem o real potencial dos Ford Cargo.

“A pista piorou do ano passado para cá”, destacou Fogaça, lembrando a prova de 2010 quando Danilo Dirani largou na segunda posição. “O asfalto é muito ondulado e isso não combina com as características do nosso caminhão. Por isso tivemos que trabalhar muito ao longo dos treinos para encontrar o melhor acerto, e agora vamos testar mais mudanças no warmup. Em uma pista onde é difícil ultrapassar como Caruaru, vamos tentar um lugar no pódio com o Danilo e marcar mais pontos com a Cristina”, avaliou Fogaça.

A corrida de Caruaru da Fórmula Truck, válida pelo Campeonato Brasileiro da categoria, será disputada neste domingo a partir das 13h com transmissão ao vivo pela TV Band. Confira como ficou o grid de largada:

1) Felipe Giaffone (W, SP), 1:47.366, média de 106,62 Km/h

2) Roberval Andrade (S, SP), 1:47.396

3) Wellington Cirino (M, PR), 1:48.093

4) Renato Martins (W, SP), 1:48.649

5) Leandro Reis (S, GO), 1:48.666

6) Paulo Salustiano (I, SP), 1:49.068

7) Valmir Benavides (W, SP), 1:49.289

8) André Marques (V, SP), 1:50.050

9) Danilo Dirani (F, SP), 1:49.612

10) Geraldo Piquet (M, DF), 1:49.658

11) Adalberto Jardim (W, SP), 1:50.114

12) Diumar Bueno (V, PR), 1:50.868

13) Pedro Muffato (S, PR), 1:51.346

14) Debora Rodrigues (W, SP), 1:51.531

15) Beto Monteiro (I, PE), 1:51.667

16) Cristina Rosito (F, RS), 1:52.784

17) Zé Maria Reis (S, GO), 1:52.943

18) Luiz Lopes (S, SP), 1:55.314

19) Leandro Totti (M, PR), Penalizado

20) Régis Boéssio (M, SP), Penalizado

21) Gerson Trindade (M, RS), Penalizado

22) João Maistro (V, PR), Penalizado