Luto: Guido Falaschi

Djalma, Fábio Fogaça e família, enlutados e entristecidos com o falecimento de Guido Falaschi prestam as condolências e solidariedade a família Falaschi. “Estamos muito entristecidos, pedimos a Deus que conforte toda a família Falaschi”, disse Djalma Fogaça. Veja a seguir texto do Grande Prêmio (IG) sobre o acidente.

Argentino de apenas 22 anos, com passagens pela F3 Sul-americana, sofreu grave acidente durante a antepenúltima etapa do Turismo Carretera em 2011, no Autódromo Juan Manuel Fangio. O jovem não resistiu e morreu minutos depois. Jovem piloto do automobilismo argentino, Guido Falaschi, de apenas 22 anos, morreu minutos depois de sofrer gravíssimo acidente durante a etapa de Balcarce do Turismo Carretera, a mais tradicional competição do esporte a motor do país, neste domingo (13).

O competidor perdeu o controle de seu Ford Falcon (de número 16 e cor verde) e bateu na barreira de pneus de uma curva do Autódromo Juan Manuel Fangio e voltou à pista. Falaschi foi acertado em cheio, primeiro, por Oscar Larrauri, e em seguida, por Nestor Girolami.

A batida em T, tida como uma das mais perigosas e temidas do automobilismo, causou preocupação de imediato a todos nos boxes no circuito. O jovem, que passou pela F3 Sul-americana em 2008 — correu pela equipe PropCar, do brasileiro Dárcio dos Santos —, chegou a ser removido para um hospital local, mas não resistiu aos ferimentos e morreu nesta tarde.

Falaschi começou sua categoria no automobilismo de monopostos em 2005, na F-Renault Argentina, principal categoria de base do país. Foi em 2008, no mesmo ano em que participou de duas provas da F3 Sul-americana, que Guido conquistou seu principal título, ao ser campeão da F-Renault. Na temporada seguinte, o jovem fez sua transição para as categorias de turismo, correndo simultaneamente no Turismo Carretera e na Top Race.

Já em 2010, Falaschi conquistou mais um título, a Copa América da Top Race V6, correndo pela Mercedes. No mesmo ano, o piloto fez uma participação na TC2000 e dedicou a maior parte de seu tempo ao Turismo Carretera, sempre correndo com Ford. Em 2011, além da principal categoria do automobilismo argentino, Guido também disputava o TC2000 e a Top Race, onde estava em quarto lugar no playoff.

Faltando apenas duas etapas para o fim da competição, incluindo o resultado dos playoffs do Turismo Carretera, Falaschi era o oitavo colocado na temporada, com 114,50 pontos. O líder é Guillermo Ortelli, da Chevrolet, com 151,50.

Colaborou Bruno Tarulli [@BrunoTarulli34], de Buenos Aires.