Ponto para a paciência de Raijan Mascarello em Curitiba

Pancada logo no início da prova avariou frente do AzulãoSe uma das virtudes do ser humano é a paciência, o piloto Raijan Mascarello já pode ter motivos para se orgulhar. Esta pode ser considerada a sua marca durante a segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck, disputada neste domingo (13), em Curitiba. Depois de largar na última fila do grid, ele teve calma suficiente para chegar à zona de pontuação da prova e entrar na página de classificação. A corrida em Curitiba teve a vitória do paranaense Leandro Totti, a segunda dele na temporada, disparando na liderança.

“Não tinha muito o que fazer depois de tudo que tentamos durante os treinos. Era ficar esperando que as coisas acontecessem e levar o caminhão até o fim. Deu certo, pontuamos, e agora é preparar para a etapa de São Paulo”, comentou o piloto do caminhão #71 que leva as cores da Concessionária Maxxicase, Hamakk Luxury Clothing, Case IH, Ferticel Adubos, Fazendas Comil e Sementes Dekalb.

Raijan também comemorou os resultados de toda a equipe DF Racing Fans, que colocou os caminhões de David Muffato e Djalma Fogaça nas 10ª e 13ª posições.

“Todos chegaram ao fim da prova e pontuaram. Isso é importante para que a motivação continue e se possa investir em melhorias”, avaliou.

Box da equipe contou com belas garotasCorrida
Largando do final do grid, Raijan Mascarello optou por fazer uma corrida de paciência. E parece que acabou dando certo.
Logo na largada, a pressão da turbina caiu e Raijan programaou uma entrada nos box. Porém, acabou sainho na grama e quebrando o parachoque. Com tudo isso, logo na segunda volta, ele entrou para o box.
Enquanto isso, Valmir Benavides e Renato Martins se tocaram. O piloto da Iveco teve que ir para os box. Na segunda volta, os pilotos Débora Rodrigues, Jaidson Zini e Pedro Muffato saíram da pista, ocasionando a primeira bandeira amarela. Com isso, Raijan subiu para a 22ª posição, mantida até a relargada da bandeira programada que marca um terço da prova.
Na quinta volta da prova, Raijan ganhou mais uma posição com a ultrapassagem sobre Leandro Reis.
Com algumas penalizações aplicadas pela direção de prova, Raijan foi subindo mais algumas posições, e quando ficou a dois postos da zona de pontuação, uma bandeira amarela realinhou todos os caminhões para uma relargada os últimos cinco minutos.
Raijan conseguiu ultrapassar Ronaldo Kastropil e cruzou a linha na 14ª posição, mesmo com o motor fumaçando.

Resultado da Corrida
1º- 73 – Leandro Totti – 1:00:12.574
2º – 6 – Wellington Cirino – a 0.062
3º – 4 – Felipe Giaffone – 0.806
4º – 3 – Geraldo Piquet – 3.829
5º – 80 – Diogo Pachenki – 4.776
6º – 85 – Danilo Dirani – 5.521
7º – 1 – Beto Monteiro – 5.997
8º – 28 – Fabiano Brito – 6.856
9º – 77 – André Marques – 7.354
10º -35 – David Muffato – 9.331
11º – 99 – Luiz Lopes – 9.700
12º – 90 – Marcello Cesquim – 10.312
13º – 72 – Djalma Fogaça – 14.383
14º – 71 – Raijan Mascarello – 1 lap
15º – 53 – Ronaldo Kastropil – 1 lap
16º – 25 – Jaidson Zini – 2 laps
17º – 10 – Jansen Bueno – 3 laps
18º – 7 – Debora Rodrigues – 4 laps
19º – 2 – Valmir Benavides – 5 laps
20º – 55 – Paulo Salustiano – 8 laps
21º – 33 – Michelle de Jesus – 8 laps
22 – 14 – João Maistro – 9 laps
23 – 15 – Roberval Andrade – 10 laps
24 – 51 – Leandro Reis – 17 laps
25 – 81 – Renato Martins – 18 laps
26 – 20 – Pedro Muffato – 20 laps
Melhor Volta: Paulo Salustiano (55), 1:42.074 (média de 130.3 km/h), na 9ª volta

Classificação
1º – Leandro Totti – 61pontos
2º – Geraldo Piquet – 33 pontos
3º – Wellington Cirino – 29 pontos
4º – Felipe Giaffone – 25 pontos
5º – Roberval Andrade – 25 pontos
6º – Danilo Dirani – 22 pontos
7º – Beto Monteiro – 18 pontos
8º – Paulo Salustiano – 15 pontos
9º – Fabiano Brito – 15 pontos
10º – Marcelo Cesquim – 10 pontos
11º – André Marques – 8 pontos
12º – Valmir Benavides – 6 pontos
13º – João Maistro – 5 pontos
14º – David Muffato – 5 pontos
15º – Luis Lopes – 5 pontos
16º – Djalma Fogaça – 3 pontos
17º – Pedro Muffato – 3 pontos
18º – Raijan Mascarello – 1 ponto

____________________________________
Texto: Osires Junior
Imagens: Rodrigo Ruiz