Fogaça se mantém entre os três primeiros do campeonato de F-Truck

Djalma Fogaça Das três primeiras corridas da temporada de 2015 da Fórmula Truck, a etapa do último domingo, realizada em Londrina (PR), foi a que rendeu menos pontos para o piloto sorocabano Djalma Fogaça. Segundo colocado na tabela de classificação antes da corrida começar, Fogaça deixou o Autódromo Ayrton Senna na terceira posição, mas segue confiante na disputa de sua melhor temporada desde que retornou às pistas, em 2013.

“Em Londrina recebi uma punição por excesso de fumaça com a qual não concordo, mas que naturalmente acatei por ser uma decisão dos comissários. Com isso, larguei do final do grid. Consegui me recuperar bem na primeira fase da prova, mas recebi outra penalização por passar apenas 1km/h acima do limite no radar. Então tivemos uma prova com poucos pontos conquistados. Mesmo assim, consegui me manter entre os três primeiros na tabela, que é uma posição excelente para o nosso pacote técnico deste ano”, declarou Fogaça. Ele fechou a disputa em Londrina com um 11o e um 8o lugares nas duas fases da prova.

Djalma Fogaça

Mesmo sem pertencer a nenhuma equipe de fábrica em 2015, Fogaça tem surpreendido com resultados expressivos neste ano. Para a quarta corrida do calendário, marcada para o dia 14 de junho no Velopark (RS), ele aposta na chegada do motor Ford de 10 litros para voltar a disputar as primeiras posições.

“Além de garantir um melhor desempenho em condições normais para o nosso caminhão, o motor de maior litragem deve sofrer menos com o uso de restritores de ar de menor diâmetro. O regulamento deste ano prevê o uso de restritores de 80mm para todos os caminhões, mas os três primeiros no campeonato devem adotar as medidas de 78, 76 e 74mm, respectivamente”, acrescentou. Por ter chegado à Londrina em segundo na tabela, Fogaça correu com restritor de 76mm em seu caminhão.

As primeiras posições em ambas as partes da prova paranaense ficaram com Felipe Giaffone, que assumiu a vice-liderança na tabela. O primeiro lugar no campeonato ainda é de Leandro Totti. Veja como terminaram as provas do último domingo, e como está a classificação geral do brasileiro de Fórmula Truck após três etapas.

Resultado da primeira fase da terceira etapa da Fórmula Truck:
1º) Felipe Giaffone (Volkswagen Constellation-MAN), RM Competições, 15 voltas em 24min44s708.
2º) Paulo Salustiano (Mercedes-Benz), ABF/Mercedes-Benz, a 4s100
3º) Leandro Totti (Volkswagen Constellation-MAN), RM Competições, a 10s180
4º) Diogo Pachenki (Mercedes-Benz), Copacol Racing Truck, a 13s096
5º) André Marques (MAN TGX), RM Competições, a 14s384
6º) Wellington Cirino (Mercedes-Benz), ABF/Mercedes-Benz, a 28s693
7º) Jaidson Zini (Iveco), Dakar Motorsport, a 38s565
8º) Raijan Mascarello (Ford), DF Racing Fans, a 44s524
9º) Adalberto Jardim (Volkswagen Constellation-MAN), RM Competições, a56s012
10º) Pedro Muffato (Scania), Muffatão, a 1min03s521
11º) Djalma Fogaça (Ford), DF Racing Fans, a 1min10s527
12º) Rogério Castro (Mercedes-Benz), ABF Racing Team, a 1min23s696
13º) Alex Fabiano (Volvo), Clay Truck Racing, a 1min39s263
14º) Gabriel Correa (Ford), Original Reis, a 1min40s493
15º) Luiz Lopes (Iveco), Lucar Motorsports, a 2 voltas
16º) Débora Rodrigues (Volkswagen Constellation -MAN), RM Competições, a 4 voltas
17º) Gustavo Magnabosco (Scania), Corinthians Motorsport, a 4 voltas
18º) Roberval Andrade (Scania), Corinthians Motorsport, a 7 voltas
19º) Beto Monteiro (Iveco), Lucar Motorsports, a 9 voltas
20º) David Muffato (Scania), Muffatão, a 9 voltas
21º) Régis Boessio (Volvo), Boessio Competições, a 9 voltas
22º) Fabiano Brito (Scania), Falsi & Falsi Racing, a 12 voltas

Melhor volta: Felipe Giaffone, 1min37s826, média de 115,7 km/h

Resultado da segunda fase da terceira etapa da Fórmula Truck:
1º) Felipe Giaffone (Volkswagen Constellation-MAN), RM Competições, 
oito voltas em 23min31s320.
2º) Leandro Totti (Volkswagen Constellation-MAN), RM Competições, a 0s469
3º) Paulo Salustiano (Mercedes-Benz), ABF/Mercedes-Benz, a 4s053
4º) André Marques (MAN TGX), RM Competições, a 5s142
5º) Wellington Cirino (Mercedes-Benz), ABF/Mercedes-Benz, a 5s444
6º) Jaidson Zini (Iveco), Dakar Motorsport, a 17s367
7º) Rogério Castro (Mercedes-Benz), ABF Racing Team, a 18s712
8º) Djalma Fogaça (Ford), DF Racing Fans, a 19s058
9º) Raijan Mascarello (Ford), DF Racing Fans, a 25s811
10º) Débora Rodrigues (Volkswagen Constellation -MAN), RM Competições, a 31s689
11º) Pedro Muffato (Scania), Muffatão, a 33s129
12º) Luiz Lopes (Iveco), Lucar Motorsports, a 38s988
13º) Alex Fabiano (Volvo), Clay Truck Racing, a 45s551
14º) Gabriel Correa (Ford), Original Reis, a 53s343
15º) Gustavo Magnabosco (Scania), Corinthians Motorsport, a 57s126
16º) Régis Boessio (Volvo), Boessio Competições, a 4 voltas
17º) Adalberto Jardim (Volkswagen Constellation-MAN), RM Competições, a 5 voltas

Melhor volta: Leandro Totti, 1min38s059, média de 115,5 km/h.

Os dez primeiros no campeonato:
1) Leandro Totti, 123
2) Felipe Giaffone, 106
3) Djalma Fogaça, 101
4) Paulo Salustiano, 93
5) Jaidson Zini, 85
6) Wellington Cirino, 75
7) André Marques, 68
8) Pedro Muffato, 67
9) Beto Monteiro, 63
10) Diogo Pachenki e Rogério Castro, 60

———————————————-
Texto: Inova Comunicação – Rafael Durante
Imagens: Orlei Silva