Fogaça é terceiro na estreia da Copa Nordeste em Caruaru

Djalma Fogaça que largou em quinto na prova que abriu a etapa conseguiu o primeiro pódio do ano, apesar de um pequeno problema na largada ainda conseguiu chegar em terceiro somando pontos importantes e provando tem um caminhão competitivo e mesmo com todas as dificuldades é um nome a ser respeitado.

“Chegamos em Caruaru com muita coisa ainda por fazer nos caminhões, nos treinos fomos muito bem, cheguei até a fazer o segundo melhor tempo na classificação, porém como queimei o radar em uma volta, pelo regulamento novo perde-se a melhor volta, aí caí para quinto no grid”, disse Fogaça.

Djalma Fogaça

Quanto ao seu companheiro de equipe, o pernambucano Sergio Ramalho Filho, Fogaça não poupou elogios e também disse estar muito confiante no novo parceiro. “O Serginho fez uma ótima classificação e largaria em quarto, mas hoje de manha quando levamos o caminhão dele para o abastecimento, voltamos com 2 pistões quebrados, mesmo assim a equipe desmontou o motor e corremos para terminar a tempo, ele entrou na pista no meio da prova e fez a melhor volta da primeira corrida, Na segunda ele largou e um vazamento em uma mangueira de óleo fez o caminhão perder muita potencia e então ele preferiu entrar pro box pra não quebrar o motor e abandonar. Mas foi uma boa estreia, ele é um piloto com bastante técnica e boa leitura da pista”, elogiou.

Sérgio Ramalho

Sobre a prova, na largada por um descuido Djalma bateu na traseira do caminhão de David Muffato e isso uma peça da tomada de ar comprometeu as trocas de marcha, apesar de ter terminado em terceiro. “Na largada eu dei uma bobeada e na freada bati forte na traseira do caminhão do Davi danificando uma entrada de ar do radiador e alguma coisa enroscou na alavanca de cambio dificultando as trocas de marcha, mas consegui manter o caminhão na pista e terminar em terceiro, que foi um ótimo resultado”, disse Djalma.

Em relação à segunda prova, o piloto disse que apesar de largar em quarto com o grid invertido teve um pneu estourado na disputa de posições com um piloto, que o fez abandonar. “Batidas de corrida são normais, mas ser tirado da pista da forma que fui não é normal, mas paciência, vamos pra próxima e Fortaleza estaremos firmes e fortes.” finalizou.

O resultado final das duas corridas da Etapa de Caruaru ficou assim:

Corrida 1
4 Felipe Giaffone (VOLKSWAGEN) – 13 voltas em 25min12s592
6 Wellington Cirino (MERCEDES) – a 0s490
3. 72 Djalma Fogaça (FORD)- a 12s527
4. 5 Adalberto Jardim (VOLKSWAGEN) – a 13s805
5. 77 André Marques (MERCEDES) – a 14s217
6. 15 Roberval Andrade (IVECO) – a 15s667
7. 73 Leandro Totti (VOLVO) – a 16s964
8. 9 Renato Martins (VOLKSWAGEN) – 33s646
9. 7 Debora Rodrigues (VOLKSWAGEN) – 35s360
10. 99 Luiz Lopes (IVECO) – 45s231
11. 13 Witold Ramasauskas (MAN) – 46s637
12. 25 Jaidson Zini (SCANIA) – a 55s412
13. 88 Beto Monteiro (IVECO) – a 1 volta
14. 12 José Maria Reis (SCANIA) – a 2 voltas
15. 83 Regis Boessio (VOLVO) – a 4 voltas

NÃO COMPLETARAM
16. 28 Danilo Dirani (SCANIA) – a 6 voltas
17. 44 Joel Mendes Jr (SCANIA) – a 7 voltas
18. 35 David Muffato (VOLKSWAGEN) – a 7 voltas
19. 33 Pablo Alves (FORD) – a 8 voltas
20. 47 Duda Bana (SCANIA) – a 9 voltas
21. 53 Sérgio Ramalho (FORD) – não largou

Corrida 2
77 André Marques (MERCEDES) – 10 voltas em 19min59s748
2. 6 Wellington Cirino (MERCEDES) – a 2s615
3. 4 Felipe Giaffone (VOLKSWAGEN) – a 5s847
4. 9 Renato Martins (VOLKSWAGEN) – a 9s336
5. 5 Adalberto Jardim (VOLKSWAGEN) – a 12s419
6. 15 Roberval Andrade (IVECO) – a 16s127
7. 99 Luiz Lopes (IVECO) – a 17s703
8. 25 Jaidson Zini (SCANIA) – a 27s245
9. 13 Witold Ramasauskas (MAN) – a 32s419
10. 88 Beto Monteiro (IVECO) – a 50s725
11. 33 Pablo Alves (FORD) – a 1min46s487
12. 7 Debora Rodrigues (VOLKSWAGEN) – a 1 volta
13. 35 David Muffato (VOLKSWAGEN) – a 2 voltas

NÃO COMPLETARAM
14. 53 Sérgio Ramalho (FORD) – a 6 voltas
15. 47 Duda Bana (SCANIA) – a 6 voltas
16. 83 Regis Boessio (VOLVO) – a 8 voltas
17. 72 Djalma Fogaça (FORD) – a 10 voltas
18. 12 José Maria Reis (SCANIA) – a 10 volta

Classificação dos pilotos ate o momento:

1 – Felipe Giaffone, 46 pontos
2 – Wellington Cirino, 44
3 – André Marques, 41
4 – Adalberto Jardim, 34
5 – Renato Martins, 31
6 – Roberval Andrade, 30
7 – Luiz Lopes, 25
8 – Djalma Fogaça, 24
9 – Jaidson Zini e Witold Ramasauskas, 22
11 – Débora Rodrigues, 21
12 – Beto Monteiro, 19
13 – Leandro Totti, 14
14 – Pablo Alves, 12
15 – David Muffato e Régis Boessio, 11

A segunda e última etapa da Copa Nordeste está marcada para dia 23 em Fortaleza.

A DF Motorsport tem o apoio de Brazul, Cesari, Radiex, Italytec, Borgwarner, Bremse, Valeo, BR Export Hotelaria Hospitalar, Meritor, Chicalé, Sparco, Platodiesel e ZF.


Texto: Sergio Rodrigues – DBP Comunicação
Fotos: Fábio Oliveira